Reciclando Conceitos

quinta-feira, 4 de agosto de 2016

Porto Digital adverte: O Lixo Eletroeletrônico do Problema é a Solução!!!



Você sabe o que é lixo eletroeletrônico? Além dos computadores de mesa, notebooks, celulares e tablets, também entram na lista as pilhas, baterias, outros objetos magnetizados e os eletrodomésticos, como geladeiras, fogões, microondas etc. Com o ciclo de obsolescência dos equipamentos cada vez menor, o acúmulo de resíduos acelera, chegando a números alarmantes, como os 41 milhões de toneladas de lixo eletrônico geradas por ano no mundo. Apenas no Brasil, são descartadas 1,2 milhão de toneladas de e-lixo.

Estima-se que entre 60% e 90% destes resíduos são comercializados ilegalmente ou jogados no lixo. Neste comércio ilegal perde-se mais de US$ 18 bilhões de dólares ao ano apenas em materiais. O mercado global de resíduos, desde a coleta até a reciclagem, é estimado em US$ 410 bilhões por ano, gerando emprego e renda.

Isso tudo será debatido nos dias 18 e 19 de agosto no V SIREE - V Seminário Internacional sobre Resíduos de Equipamentos Eletroeletrônicos, uma realização do ITgreen - Inovação e Sustentabilidade.

Mais informações, programação preliminar e inscrições no site www.siree.org.

Confira mais dados em:

Brasil descarta por ano 1,2 milhão de toneladas de lixo eletroeletrônico -http://seliga.ai/elixobrasil

sexta-feira, 29 de julho de 2016

Mutirão de Coleta de Resíduos Eletrônicos - Itapetininga/SP

Olá Pessoal...

No dia 25 de Agosto acontecerá o IV Mutirão de Equipamentos Eletrônicos da Cidade de Itapetininga. Esta é uma iniciativa dos alunos do programa de aprendizado profissional do SENAC, do Sistema de Gestão Ambiental e a empresa Reciclo Metais.

Se você é da região, ajude a divulgar o projeto e não perca a oportunidade de destinar corretamente os seus resíduos eletrônicos!!!




segunda-feira, 20 de junho de 2016

CETESB regulamenta Sistemas de Logística Reversa em SP

Olá Pessoal...

Novidades quentes sobre a gestão e logística reversa de Resíduos de Equipamentos Eletroeletrônicos.
A CETESB publicou sua decisão sobre o Licenciamento de Estabelecimentos envolvidos na Logística Reversa de Equipamentos Eletroeletrônicos, assim como a Classificação dos Resíduos Eletroeletrônicos em relação a sua periculosidade nas etapas de coleta e logística.

Confiram abaixo mais algumas informações e a cópia da publicação:


No último dia 03 de junho de 2016 foi publicada a Decisão de Diretoria CETESB n° 120/2016/C, tratando, em síntese:

Estabelecimentos dispensados do licenciamento ambiental da CETESB
  • Ponto ou Local de Entrega, exceto para o recebimento de embalagens vazias de agrotóxicos;
  • Ponto de coleta;
  • Central de Recebimento ou Ponto de Concentração, exceto centrais de recebimento de embalagens vazias de agrotóxicos, óleo lubrificante usado, óleo comestível usado, lâmpadas contendo mercúrio, pilhas e baterias, embalagens e filtros de óleo lubrificante ou baterias automotivas; e
  • Central de Triagem, apenas se operarem exclusivamente com resíduos previamente separados, como aqueles provenientes da coleta seletiva ou de PEV´s específicos, e desenvolvam apenas a separação manual dos resíduos e sua redução de volume sem descaracterização dos produtos e sem operações de lavagem.
Estabelecimentos sujeitos ao licenciamento ambiental pela CETESB
  • Posto de Recebimento de embalagens vazias de agrotóxicos e de agrotóxicos vencidos;
  • Central de Recebimento ou Ponto de Concentração ou Transbordo que operem com embalagens vazias de agrotóxicos, óleo lubrificante usado, óleo comestível usado, lâmpadas contendo mercúrio, pilhas e baterias, embalagens e filtros de óleo lubrificante ou baterias automotivas;
  • Central de Triagem que operem com resíduos sólidos urbanos provenientes da coleta pública regular; ou que operem com a separação automatizada; ou se estiverem associadas a outras atividades passíveis de licenciamento;
  • Unidade de Tratamento, em qualquer caso.
Dispensa de Certificado de Movimentação de Resíduos de Interesse Ambiental (CADRI)
  • Considerando os sistemas de Responsabilidade Pós-Consumo no Estado de São Paulo, objetos de Termos de Compromisso firmados pela SMA/Cetesb com entidades (sindicatos e associações) ou diretamente com empresas e, considerando ainda o disposto no artigo 28 da Lei Federal 12.305/2010 (Política Nacional de Resíduos Sólidos), os geradores de produtos e resíduos pós-consumo definidos na Resolução SMA nº 45/2015 serão dispensados da obtenção de CADRI para entrega ou envio desses resíduos aos responsáveis pela operacionalização do sistema de RPC que possuam Termo de Compromisso válido.
Gerenciamento de equipamentos eletroeletrônicos descartados
  • Os resíduos de equipamentos eletroeletrônicos pós-consumo, embora genericamente classificados como perigosos, poderão ser gerenciados como resíduos não perigosos exclusivamente nas etapas que não envolvam a separação de seus componentes e, portanto, não haja a exposição a possíveis constituintes perigosos. Nesse caso, para fins de recebimento ou coleta (transporte primário), armazenagem temporária e transporte secundário (até a unidade de beneficiamento e/ou tratamento), os equipamentos eletroeletrônicos não são considerados resíduos de interesse ambiental, portanto, prescindem da obtenção de CADRI.
Fonte: Felsberg Advogados  (http://goo.gl/QisV03)

sexta-feira, 10 de junho de 2016

COOPERATIVA DE RECONDICIONAMENTO E RECICLAGEM DE RESÍDUOS ELETRÔNICOS

Olá Pessoal,

Convidamos a todos para a Assembléia Geral de Fundação da Cooperativa Geração Ecotrônicos, que é resultado de um projeto de capacitação em empreendedorismo de jovens de baixa renda da região de Osasco. Este projeto tem o apoio da Prefeitura do Município de Osasco, a organização Bem Comum, UNICEPAN e o Grupo Reciclo.

Um projeto que visa trazer empoderamento para jovens de baixa renda, capacitando-os como técnicos de informática (Hardware, Software, Impressoras 3D, Robótica) e também como agentes ambientais, trabalhando na Manufatura Reversa de Equipamentos Eletroeletrônicos.

Caso tenha interesse em desenvolver um projeto similar, entre em contato através do e-mail: contato@reciclometais.com.br 

Conheça um pouco mais e Recicle seus Conceitos!


quinta-feira, 28 de abril de 2016

PROJETO PILOTO DE COLETA DE RESÍDUOS ELETRÔNICOS - JICA

Olá Pessoal,

Foi realizado esta semana o lançamento oficial do projeto piloto de recolhimento de resíduos de equipamentos eletroeletrônicos organizado pela JICA (Agência Japonesa de Cooperação Internacional).
Já está no Ar a página do projeto na WEB e a página no Facebook, confira os endereços abaixo:

Facebook: www.facebook.com/DescarteOn
Webpage: www.descarteon.jica.eco.br
Instagram: @descarteon

Confira algumas informações:

O descarte ON é um projeto-piloto que será implantado na subprefeitura da Lapa, para coletar, por intermédio das lojas participantes, os eletroeletrônicos descartados pelos consumidores, transportar a uma recicladora no Estado de São Paulo, além do processamento/reciclagem de maneira adequada. Os dados obtidos durante a execução desse programa serão aproveitados para o futuro estabelecimento do sistema de reciclagem de resíduos elétricos e eletrônicos (REEE) no Brasil.
O descarte ON é um projeto-piloto do Projeto JICA de Logística Reversa de Resíduos de Equipamentos Elétricos e Eletrônicos no Brasil.

Área principal de execução:
Subprefeitura da Lapa
 
Período de implementação
Coleta nas Lojas
28 de abril – 31 de outubro de 2016
As lojas Walmart têm previsão para iniciar durante a primeira quinzena de maio.
Sujeito a terminar antes da data prevista.
Coleta na sua Casa
Em breve
Sujeito a terminar antes da data prevista. 

Participando do descarte ON, os eletroeletrônicos antigos descartados por você - exceto baterias, pilhas, lâmpadas, toners/cartuchos de impressoras - serão coletados, desmontados e destinados, de maneira adequada, para não causar impacto ao meio ambiente.
Por que devemos descartar corretamente?
A sua participação irá contribuir com a redução do impacto ambiental e para a implantação futura do sistema de reciclagem/logística reversa dos REEE no Brasil.

quinta-feira, 14 de abril de 2016

Criada a Entidade Gestora da Logística Reversa de Eletrônicos da ABINEE

Olá Pessoal,

Esta é a última novidade a respeito do andamento da Logística Reversa de Resíduos Eletroeletrônicos no Brasil. A Associção Brasileira das Indústrias de Equipamentos Eletroeletrônicos (ABINEE) criou sua Entidade Gestora, que será responsável em gerir a Logística Reversa destes produtos no Brasil, a GREEN ELETRON.

Confira a Revista ABINEE que fala a respeito deste tema.

Marcus Oliveira

 

quinta-feira, 17 de março de 2016

Cade aprova criação de nova entidade pela Abinee e Sinaees para gerir a logística reversa

Olá Pessoal...

Confiram uma das grandes novidades do setor de reciclagem de eletrônicos!!! 



O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou a criação de uma nova entidade sem fins lucrativos pela Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee) e o Sindicato da Indústria de Aparelhos Elétricos, Eletrônicos e Similares do Estado de São Paulo (Sinaees) que terá o propósito de gerir e contratar serviços de logística reversa de produtos eletroeletrônicos fabricados pelas empresas que vierem a ela se associar. O objetivo é facilitar o atendimento às diretrizes lançadas pela Lei nº 12.305/2010 (Política Nacional de Resíduos Sólidos).

Na explicação das entidades, a nova associação "congregará empresas atuantes no segmento de produtos e subprodutos eletroeletrônicos e de seus componentes, auxiliando na gestão dos serviços de logística ligados à destinação adequada aos produtos que forem descartados nos pontos de recebimento e coleta após o uso pelos consumidores". Desta forma, a associação não atuará de maneira direta, no manejo, destinação ou disposição final ambientalmente adequada desses resíduos.

Para o Cade, a criação da nova associação deverá causar um aumento de demanda significativo no mercado de serviços de logística reversa, fato que deverá gerar repercussões econômicas e concorrenciais positivas. "Desta forma, infere-se de todas as informações colhidas na análise deste processo que as requerentes, que representam grande parte dos mercados de eletroeletrônicos no Brasil, dificilmente terão poder de compra no mercado nacional de logística reversa de resíduos sólidos por meio desta operação", avalia o órgão antitruste.

O mesmo não poderia acontecer no caso de contratação direta pelas empresas, em função do faturamento significativo das empresas associadas. Um exemplo disso, no ano de 2014, apenas os faturamentos das empresas Whirlpool e Samsung, filiadas às Abinee, foram da ordem de US$ 2,30 bilhões e US$ 6,08 bilhões,  respectivamente.

De acordo com estatuto social proposto, a nova associação será aberta e todas as empresas atuantes no setor de eletroeletrônicos poderão a ela associar-se. Os critérios de admissão serão objetivos e não discriminatórios.