Trabalhadores chineses intoxicados pedem ajuda à Apple Fábrica da Wintek, em Taiwan



Wintek faz telas de celulares para empresas como Apple

Trabalhadores chineses intoxicados durante a produção de telas sensíveis ao toque para telefones celulares, incluindo iPhones, escreveram para a Apple, pedindo que a companhia preste assistência a eles.

Ao todo, 137 funcionários de uma fábrica em Taiwan passaram a sofrer problemas de saúde, como tonturas, cansaço, suor nas mãos e pés, inchaços e dores, após serem expostos à substância química n-hexano.

Cinco deles decidiram escrever uma carta endereçada ao presidente da Apple, Steve Jobs, pedindo ajuda.

Eles dizem que o dono da fábrica taiwanesa não ofereceu indenizações adequadas e pressionou aqueles que receberam o pagamento a pedir demissão. Além disso, os trabalhadores alegam que não houve garantias de que funcionários que fiquem doentes a partir de agora vão receber reembolso dos gastos com médicos e hospitais.

A Apple não quis fazer comentários sobre a carta.

A Wintek, empresa de Taiwan responsável pela fábrica, diz que passou a usar n-hexano em vez de álcool porque a substância evaporava mais rapidamente e aumentava a velocidade de produção de telas sensíveis ao toque.

Agora, a empresa voltou a usar álcool, mas especialistas dizem que a exposição ao n-hexano pode causar problemas de saúde crônicos.

Relatório anual

Em seu relatório anual, publicado nesta semana, a Apple mencionou o incidente.

"Em 2010, descobrimos que 137 trabalhadores da fábrica da Wintek em Suzhou, fornecedora da Apple, sofreram problemas de saúde como consequência da exposição ao n-hexano, um agente químico de limpeza usado em alguns processos de fabricação", diz o relatório.

"Pedimos que a Wintek pare de usar o n-hexano e ofereça provas de que removeu a substância química de suas linhas de produção."

A Apple também diz ter pedido que a empresa ofereça ventilação adequada na fábrica e afirmou que irá monitorar as instalações e fazer uma auditoria no local ainda neste ano.

A Wintek também fornece componentes de telefones a várias outras companhias, como Nokia e HTC.

Esta não é a primeira vez que a Apple passa por problemas com seus fornecedores chineses. O relatório anual também faz referência a um incidente na fábrica da Foxconn, seu maior fornecedor na China, onde dezenas de trabalhadores cometeram suicídio.

"Estamos perturbados e entristecidos em saber que funcionários da fábrica acabaram com suas próprias vidas", diz o documento.

Segundo a Apple, "especialistas em prevenção de suicídios" estão trabalhando com a Foxconn para melhorar a situação.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

As maneiras doidas para “garimpar” metais preciosos de aparelhos velhos no futuro

Criada a Entidade Gestora da Logística Reversa de Eletrônicos da ABINEE

PROJETO PILOTO DE COLETA DE RESÍDUOS ELETRÔNICOS - JICA