Brasil e Japão promovem intercâmbio na área de resíduos urbanos



por Redação EcoD

Terminou nesta quinta-feira, 06 de outubro, um encontro entre representantes do Brasil e do Japão que discutiu diversos aspectos da área de resíduos sólidos. O evento culminou em uma parceria entre os países para promover a troca de experiências entre o Rio de Janeiro e a cidade japonesa de Kobe.

O encontro contou com a presença de especialistas e técnicos das duas nações, que debateram temas como redução, coleta, transporte, reciclagem, destinação e recuperação energética.

Durante os debates, especialistas de Kobe relataram os problemas enfrentados na cidade japonesa para resolver a logística de manuseio de resíduos sólidos urbanos e as soluções encontradas.

De acordo com Akamatsu, as autoridades japonesas conseguiram reduzir entre 30% e 40% do lixo urbano de Kobe por meio de campanhas maciças de educação ambiental realizadas com a população no sentido de não gerar resíduos. “O lixo urbano depende de cada um de nós”, disse o coordenador.

Ele acrescentou que a diminuição do volume de resíduos urbanos implica em economia para os cofres municipais. “Quanto menos gerar, mais se economiza”, afirmou.

O 5º Fórum Internacional de Meio Ambiente foi promovido pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) em parceria com o Instituto Cultural Brasil Japão (ICBJ), além da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e da prefeitura carioca.

Postado em: 07/10/2010 no portal http://www.ecodesenvolvimento.org.br

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

As maneiras doidas para “garimpar” metais preciosos de aparelhos velhos no futuro

Criada a Entidade Gestora da Logística Reversa de Eletrônicos da ABINEE

PROJETO PILOTO DE COLETA DE RESÍDUOS ELETRÔNICOS - JICA